sábado, 30 de agosto de 2008

EUSEMMIM.COM.BR




Em qualquer canal de TV, madrugada.
Até o último beijo do último filme dos anos 50.
Em qualquer @ roubo d’alma teclada,
em que “site” minha noite afora já entra?

Quem está ai que aqui não está?
Muito prazer! Que prazer há de haver?
Meu nome, na verdade, não é de verdade.
Mas talvez o poema que sou não chegue a te comover.

Na TV, chuva. Lá fora, chove. Dentro de mim: gotas.
Na outra tela, a espera por outra tela que o irreal erre.
Mas o virtual é um virtuoso tornar passado o presente
e eu aqui só fico nesse “eusemmim.com.br”.


(Carlos Correia Santos. Do livro Poeticário, RKE, 2005)

Um comentário:

Queu disse...

Parebéns pelo Artista que vc se tornou