terça-feira, 1 de dezembro de 2009

DRAMATURGIA DO PARÁ EM DESTAQUE


Matéria publicada no jornal DIÁRIO DO PARÁ, em 29 de novembro de 2009

Foi com uma fábula sobre o mágico mundo de letras e algarismos que o dramaturgo paraense Carlos Correia Santos foi o vencedor na categoria Dramaturgia do III Concurso Literatura para Todos, promovido pelo Ministério da Educação. Com a obra “Não Conte com o Número Um no Reino de Numesmópolis”, ele levou o prêmio de R$10 mil e ainda terá seu trabalho transformado em livro, que será distribuído em centros educacionais de todo o País.

A fábula foi a maneira encontrada pelo autor para abordar assuntos da educação da primeira infância e para falar sobre valores éticos no palco. No reino dos algarismos, o Número Um é soberano. Ele se basta e por conta disso decide ir embora e abandonar os demais números. Esse é o grande mote da obra, que mostra o Um cansado de precisar tomar sempre a primeira iniciativa sobre todas as coisas, no reino de Numesmópolis. “Queria falar sobre valores também. Usei as operações matemáticas como metáforas”

O edital tinha como proposta destacar obras inéditas destinadas para os chamados neoleitores – crianças, jovens e adultos recém-alfabetizados. Para Carlos, o mais importante é a sua obra chegar à esses novos leitores. “Claro que o dinheiro é importante, mas o mais emocionante é saber que o livro irá para crianças de todo o país”, diz. A entrega do prêmio acontecerá no início do mês que vem, durante a VI Conferência Internacional de Adultos.

Dominik Giusti


TRECHO DA OBRA

DIVIDA COMIGO O TEU CORAÇÃO

Divida comigo o teu coração
Que divido contigo tudo que sou
Se divides comigo tua emoção
Vais descobrir que em ti eu estou

Só um faz dois, faz três, faz mais
Só um partilha mil delicadezas
Quando um se divide, luz ele traz
De um pode vir milhões de belezas

O dividir é dar-se, é doar
O dividir subtrai o sofrer
Vem dividir e multiplicar
Todo o meu bem querer

Se dividir é viver, é sonhar
Preciso de ti para aprender
Vem dividir, vem me ensinar
Que de cada um o bem vai nascer

2 comentários:

papistar_nunes disse...

Olha que idéia fantástica, só poderia resultar em prêmio. Parabénsssssss

Franz disse...

Caro poeta, por caminhos nunca dantes navegados acabei por encontrar teu blog, e não posso deixar de parabenizá-lo, não somente pelo espaço e seu conteúdo, como também pelo trabalho desenvolvido e pelo magnífico prêmio obtido no concurso nacional do MEC. Ler esse poema, amostra grátis da obra, é ficar com cuíra de ler o resto.
Vc deve saber que o o Todo está no UM. Todos os demais números surgiram pela bi-partição do UM e sua combinação. Esses versos são luminosos e guardam bem mais do que apresentam na simplicidade das letras. Parabéns!!!
AH! E já que fizestes um trabalho sobre o numero UM, que tal fazer algo semelhante sobre o numero ZERO. Passe no meu blog para saber sobre o ZERO e quem sabe se inspirar.
Abraços paraônicos
Franz